DSpace Repository

Rotatividade de funcionários: uma análise nas cempresas de construção civil da cidade de Arcos-MG

Show simple item record

dc.contributor.author Arantes, Gustavo Henrique Teixeira
dc.date.accessioned 2012
dc.date.available 2012-07-17T13:45:23Z
dc.date.issued 2011
dc.identifier.uri https://repositoriodigital.uniformg.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/125
dc.description Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro Universitário de Formiga - UNIFOR-MG, como requisito parcial para obtenção do título de bacharel em Engenharia de Produção. Orientador: Ms. Andréa da Silva Peçanha pt_BR, en
dc.description.abstract Foi-se o tempo em que as pessoas permaneciam nas organizações por longos períodos, tendo como objetivo se aposentarem nela. Na "Era do Conhecimento", a principal característica do trabalhador, é a mobilidade em busca de melhores oportunidades, ou mesmo a execução de projetos com tempo determinado, promovendo o que se chama de rotatividade do quadro de funcionários. Essa rotatividade é expressa por um índice de acompanhamento por parte das empresas, de todas as entradas e saídas de funcionários por um período pré-determinado, sendo assim utilizados para promover medidas, seja em caráter preventivo ou pontual. A freqüência com que ocorre a substituição não planejada da força de trabalho acarreta sérias conseqüências para as organizações, pelos prejuízos, não só de bases monetárias, referentes a própria diminuição da produção, mas também no tempo que se despenderá para recrutar, selecionar e treinar um novo funcionário. Diante do exposto, percebe-se a importância das organizações estarem atentas a este índice, uma vez que estando alto, pode ocasionar custos e demandar um planejamento melhor elaborado para a gestão de pessoas. Como forma de avaliar as causas dessa rotatividade, utilizou-se como parâmetro as empresas de construção civil da cidade de Arcos/MG, que ao todo somam 18 unidades fabris. Através de entrevistas feitas aos gestores dessas empresas e aos funcionários desligados foi possível identificar que as principais causas da rotatividade estão relacionadas com a falta de interesse com o trabalho, absenteísmo, pedidos de demissão por perceber melhores oportunidades no mercado de trabalho, insatisfação salarial, horário de trabalho, e o relacionamento com os demais funcionários e gestores na organização. Porém, foi possível verificar que a maior parte dos ex-funcionários dessas empresas não se enquadrava as funções e por isso não havia interesse ao desempenhar suas atividades dentro das organizações, sendo que essa desmotivação com o cargo de trabalho tem uma forte influência no turn-over. pt_BR, en
dc.subject Recursos humanos pt_BR, en
dc.subject Rotatividade de pessoal pt_BR, en
dc.subject Construção civil-Trabalhadores pt_BR, en
dc.subject Recursos humanos pt_BR
dc.subject Rotatividade de pessoal pt_BR
dc.subject Construção civil-Trabalhadores pt_BR
dc.title Rotatividade de funcionários: uma análise nas cempresas de construção civil da cidade de Arcos-MG pt_BR, en


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account